(Artigo) Como improvisar solos na Escala Pentatônica

7 comentários
           Fala galera do Só Cifras Gospel! Neste artigo iremos abordar um pouco sobre o uso da pentatônica maior em solos e improvisos. Vamos lá!
           As escalas pentatônicas, são formadas por cinco notas derivadas da escala natural diatônica, daí advém o nome penta (cinco). Segue abaixo notas representativas da escala natural e da escala pentatônica, ambas no tom de Dó maior (C).

Escala Maior Natural de C (dó): C, D, E, F, G, A, B
                                                   I  II  III IV V VI VII
Escala Pentatônica de C (dó): C, D, E, G, A
                                               I  II  III  V VI

          Se você observa atentamente as escalas acimas, verá que a “penta” é formada pelos graus I, II, III, V e VI da escala normal. Com isso em mente você consegue facilmente montar as escalas pentatônicas em todos os outros tons. Agora que você já sabe como montar a escala em todos os tons, é hora de repassar essas informações para o braço do seu violão/guitarra, pois é nele que tudo que se aprendeu aqui fará grande sentido. Como a escala é formada por cinco notas, nós temos cinco maneiras ou variações da escala no braço do instrumento. Segue abaixo os modelos ou variações, começando a partir de cada nota que forma a Penta.

Pentatônica de C (dó maior)

Modelo ou variação 1 (Dó)

E------------------------------8-10-
B------------------------8-10-------
G-------------------7-9-------------
D-------------7-10-----------------
A-------7-10-----------------------
E-8-10-----------------------------

Modelo ou variação 2 (Ré)

E---------------------------------------10-12-
B-------------------------------10-13---------
G-------------------------9-12----------------
D-----------------10-12----------------------
A---------10-12------------------------------
E-10-12--------------------------------------

Modelo ou variação 3 (Mi)

E-----------------------------------------12-15-
B---------------------------------13-15---------
G-------------------------12-14-----------------
D-----------------12-14-------------------------
A---------12-16---------------------------------
E-12-16-----------------------------------------

Modelo ou variação 4 (Sol)

E--------------------------3-5-
B---------------------3-5------
G----------------2-5-----------
D-----------2-5----------------
A------3-5---------------------
E-3-5--------------------------

Modelo ou variação 5 (Lá)

E--------------------------5-8-
B---------------------5-8------
G----------------5-7-----------
D-----------5-7----------------
A------5-7---------------------
E-5-8--------------------------

          O segredo é você praticar bastante estas variações até que naturalmente você conseguirá criar seus próprios solos e improvisos de maneira bem natural. Treine com movimentos ascendentes (da corda grave para as agudas) e descendentes (agudas para grave), sempre tentando executar os movimentos com a mesma velocidade, começando bem devagar e com o tempo ir acelerando, para isso bata o pé para criar o ritmo, ou tente improvisar "por cima" de uma música tocando (é necessário saber o tom da música e improvisar no mesmo tom), se possível mesmo use um metrônomo.
___________________
(Artigo) Como improvisar solos na Escala Pentatônica
Autor: Só Cifras Gospel (www.socifrasgospel.com)
((Só Cifras Gospel - Cifras e Letras Evangélicas))

7 Comentários.

  1. você passou o que todos passam e que todo mudo tá cansado de saber que, são os molde das escalas. O que ninquem consegue ensinar é como utiliza-las quando a música tá rolando. E agora!? Por que que as notas soam ruim com as harmonias do campo harmonico na hora do improviso?

  2. mary luci disse:

    ninguém responde a esta pergunta , eu acho que ninguém sabe responder .......este é o que ninguém passa adiante ........

  3. Zé Ulisses disse:

    Na verdade, lendo com atenção o texto do autor, ele quis dizer tudo isso, com outras palavras, sem ter o cuidado de mencionar o campo harmônico.
    Mas ele está certo.

  4. Pessoal, descer e subir escalas realmente nao adianta, tem que ter criatividade para mudar as sequencias das notas, só se consegue isso com muito estudo, um exercicio legal para quem estar começando e fazer escalas de quatro em quatro notas, chamado de grupo de quatro:
    ex:
    escala de Do: DO RE MI FA SOL LA
    vc faz: DO RE MI FA
    RE MI FA SOL
    MI FA SOL LA
    LA SOL FA MI
    SOL FA MI RE
    FA MI RE DO

    VC TBM PODE FAZER GRUPOS DE 2 , 3 SOLTEM A CRIATIVIDADE...

  5. Toda informação e importante é ajudar até com as dúvidas do outro nós aprendemos. Valeu um abraço a todos ..

  6. "Petatonicas são escalas contém 5 notas diferentes, como o nome já diz.

    As escalas que voce citou são as pentatonicas básicas, mas existem muitas variações delas. Falarei disso mais a frente.

    Antes de seguir essas dicas você deve ficar ciente de que usar somentes pentatonicas básicas limitam o fraseamento do improvsivo e o músico. Além disso a sonoridade das pentatonicas básicas está muito manjada. É difícil criar frases originais usando somente essas escalas.

    Você pode usar a pentatonica de C em toda progressão! Mas tome cuidado com a nota C soando sobre o acorde de G maior. O C pode causar um choque com a 3ª do G(B).

    Usando essa técinica o seu improviso soará igual ao de um guitarrista rockeiro que estuda guitarra a 2 meses.

    Não adiante chorar!!! Não existiriam roqueiros sem as pentatonicas.

    Você também pode usar a pentatonica correspondente a cada acorde, como no exemplo que você citou.

    Aí a coisa melhora um pouco.

    Mas a maneira de deixar o improviso mais rico usando pentatonicas seria sobrepondo, intercalando mais de uma pentatonia em um unico acorde.

    Por exemplo, no acorde C (I) (supondo que a tonalidade da música seja C maior, como na progressão de acordes que você citou) você poderia usar as pentatonicas de C (Am) e a de G (Em), no acorde acorde de Am (IV) vocÉ pode usar essas mesmas escalar que eu citei para o C, jás que C e Am são relativos. No Dm (II) você pode usar as pentetonicas de Dm e Em. No G (V) além da pentatonica basica de G você pode usar a pentatonica de Bm7(b5) (VII), formada pelas notas B D E F A. E também uma pentatonica que eu chamo de G7(add4) formada pelas notas G B C D F. Eu gosto muito dessa última.

    Existe inúmeras outras possibilidades para o uso de pentatonicas na progressão que você citou, mas acho que com isso já dá pra começar."

    Excelente dica do Shaad retirado daqui: http://forum.cifraclub.com.br/forum/8/270057/

  7. Unknown disse:

    seu comentario ajudou bastante valew

Deixe seu comentário

Seu comentário não será aceito: caso seja pedido de cifra (utilize o email), caso utilize palavrões ou qualquer coisa que fira príncipios, ok."Somos sal da terra e luz do mundo"

 

((Só Cifras Gospel - Cifras, Tablaturas e Letras Evangélicas)) 2007-2015 - Portal da Música Gospel com: cifras; letras, tablaturas, artigos, dicionário de acordes, escalas, afinador online e mais... Atualizado constantemente. Todas as letras das músicas, melodias e harmonias pertencem aos seus respectivos compositores e cantores, uso somente para fins educativos. Se você gostou do site, coloque nosso link no seu site ou blog e ajude a divulgar nosso trabalho.

Proíbida a reprodução total ou parcial. Hospedagem: Blogger

Só Cifras Gospel © 2015 DheTemplate.com & Main Blogger. Supported by Makeityourring Diamond Engagement Rings